quarta-feira, 8 de maio de 2013

CORONEL MACEDO É O NOVO COMANDANTE DA PM E ASSUME AINDA HOJE A 3ª COMPANHIA EM BREJO SANTO


O Coronel Hervano Macedo Júnior é o novo Comandante da Companhia Militar de Brejo Santo e assume ainda nesta quarta-feira em lugar do Major Geovane Sobreira que foi afastado por uma decisão judicial.

SAIBA MAIS ATRAVÉS DE MATÉRIA DO POVO ONLINE:

Major da Polícia Militar de Brejo Santo é afastado do cargo nesta terça-feira


Foi afastado do cargo, nesta terça-feira, 7, um major da 3ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar de Brejo Santo. O major Giovani Sobreira Gomes é acusado de liderar uma quadrilha composta por policiais miliares. A medida da Justiça Cearense foi cumprida pela Controladoria Geral da Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará, em diligência acompanhada pelas 1ª e 2ª Promotorias de Justiça de Brejo Santo.

Segundo os promotores de Justiça Franke Soares e Márcia Pereira, há mais de um ano, o Ministério Público do Ceará (MP-CE) vem recebendo denúncias que demonstram a existência, dentro da Polícia Militar em Brejo Santo, da quadrilha.

O grupo, segundo o MP-CE, é responsável pela prática de vários crimes, como ameaças, constrangimentos ilegais, falsos testemunhos, abusos de autoridade, violações de domicílios, violência arbitrária, denunciação caluniosa, torturas e corrupção.

Parte das denúncias chegaram ao conhecimento do MP estadual por intermédio da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e do Ministério Público Federal. Algumas vítimas ou pessoas da comunidade que presenciaram alguns dos crimes também entrarem em contato com órgão. De acordo com o MP-CE, em pelo menos um dos casos, as lesões sofridas em decorrência da tortura foram fotografadas e filmadas, além de confirmadas por perícia médico-legal.


Mandados de prisão

O MP-CE havia requerido a prisão preventiva do major Sobreira, além da prisão temporária e o afastamento de outros policias. Entretanto, neste primeiro momento, foi deferido pela Justiça o afastamento do major Sobreira e medidas cautelares alternativas à prisão, como: proibição de se fazer presente à sede da Companhia do 2º BPM em Brejo Santo; recolhimento domiciliar diários no período noturno, a partir das 18h; não se aproximar, nem manter contato pessoal ou por qualquer meio de comunicação com as vítimas e seus familiares, devendo deles manter distância mínima de 100 metros; não manter contato pessoal ou por qualquer meio de comunicação com os demais policiais então identificados.

O mandado do afastamento e das medidas cautelares quanto ao major Sobreira foi cumprido na manhã desta terça-feira, 7, em Fortaleza, por uma das equipes da Controladoria Geral da Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará.

Além dos procedimentos no Ministério Público, o levantamento inicialmente feito constatou a existência de, pelo menos, 11 inquéritos policiais referentes a fatos semelhantes na Delegacia de Polícia Civil de Brejo Santo, além de investigações e até denúncia em outros municípios. Com relação às investigações conduzidas pelo Ministério Público em Brejo Santo, estas se encontram em sua fase final, faltando, em alguns casos, apenas a inquirição dos policiais.
Fonte: Miséria.com

2 comentários:

  1. VIXE, TROCOU SEIS POR MEIA DUZIA

    ResponderExcluir
  2. CEL ANDORINHA, COMO ERA CONHECIDO GOSTA DE TOCO TAMBEM

    ResponderExcluir